Sexta-feira, 13 de Fevereiro de 2015

plantacao3.jpg

O Projeto Floresta Comum, em parceria com o Município de Melgaço e a Corticeira Amorim, e com o apoio da Junta de Freguesia de Cousso, entre outros, vai plantar amanhã, dia 24 de janeiro, 2700 sobreiros na Freguesia de Cousso, na encosta do vale do rio Mouro, Serra da Peneda.

Esta ação de plantação de árvores autóctones portuguesas pretende criar uma barreira de prevenção de incêndios na Serra da Peneda, às portas do Parque Nacional da Peneda e Gerês. Esta iniciativa do Município de Melgaço é apoiada pelo Projeto Floresta Comum da Quercus, ICNF, ANMP e UTAD e tem o apoio especial da ESB-UCP. A ação no terreno conta com o trabalho de voluntariado dos colaboradores da Corticeira Amorim.

A maioria das plantas utilizadas nesta ação tiverem a origem numa candidatura submetida pelo Município de Melgaço à Bolsa Pública de Árvores doProjecto Floresta Comum. A ação "Like us, we'll plant a cork tree", realizada nos EUA pelo projeto "100% Cork", apoiará esta plantação com 500 sobreiros, e a marca "CorkWay" com 200 sobreiros. Este bosque será constituído por 2700 sobreiros, 700 carvalhos, 570 ulmeiros e mais seis outras espécies autóctones, numa área ardida com cerca de 10 hectares, localizada num baldio próximo do lugar de Virtelo da freguesia de Cousso.

A plantação de sobreiros, carvalhos e outras espécies autóctones na Serra da Peneda ajudará a criar, no futuro, uma barreira ao avanço de incêndios. As florestas autóctones estão mais adaptadas às condições do solo e do clima do território, sendo por isso mais resistentes aos incêndios, pragas, doenças, longos períodos de seca ou de chuva intensa, em comparação com espécies introduzidas. Nesse sentido, a criação de áreas florestais com espécies autóctones, como o carvalho e o sobreiro, é uma das estratégias recomendadas para a proteção contra os fogos florestais nas zonas Norte e Centro de Portugal, que apresentam maior incidência de incêndios. A acrescentar ainda, nas funções desempenhadas por este tipo de floresta, a mitigação de CO2 no combate às alterações climáticas e a regulação do ciclo hidrológico, conservação da biodiversidade e o equilíbrio biológico das paisagens.

publicado por escolaverde às 12:57


mais sobre mim
pesquisar
 
Fevereiro 2015
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28


Últ. comentários
bom trabalho
Gostei muitos de poder ajudar a fazer este trabalh...
Gostei muito do nosso trabalho obrigado a quem gos...
Gostei muito do trabalho elaborado pela nossa turm...
Quero agradecer o texto ,pois estamos todas de par...
Muito obrigado pela oportunidade que nos deram. e ...
Gostei muito do nosso trabalho obrigada por terem ...
Gostei muito do nosso trabalho obrigado por também...
Eu gostei muito do nosso trabalho. Obrigada por t...
Muito giro o nosso trabalho. Obrigada a toda gente...